Por que o Brasil enfrenta uma nova epidemia de dengue

Após dois anos com baixos índices da doença, país tem aumento de cerca de 600% nos casos, a grande maioria do tipo 2, que não circulava nacionalmente há mais de uma década

     

    O número de casos prováveis de dengue no Brasil voltou a subir em 2019, após dois anos de índices relativamente baixos. A alta nos oito primeiros meses do ano foi de 599,5% em relação ao mesmo período de 2018, segundo dados do boletim epidemiológico do Ministério da Saúde divulgado na quarta-feira (11). Por isso, o governo federal decidiu antecipar a campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite a doença, para os próximos dias.

    Nas 34 primeiras semanas deste ano, de 30 de dezembro de 2018 a 24 de agosto de 2019, foram notificados 1,44 milhões de casos de dengue, contra 206 mil no mesmo período do ano anterior. O Ministério da Saúde atribui a alta ao aumento das chuvas no Sudeste e, principalmente, a alterações no tipo de vírus causador da dengue.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.