Qual o efeito das ações de Bolsonaro para o cinema nacional

Secretário da área pediu demissão e acusou o governo de censurar produções LGBTI. O ‘Nexo’ conversou com os cineastas Laís Bodanzky, também presidente da SP Cine, e Hilton Lacerda sobre os impactos das medidas do governo

    Temas
     

    Alegando discordar do que chamou de censura imposta pelo governo Jair Bolsonaro a produções culturais, o secretário de Cultura Henrique Pires pediu demissão na quarta-feira (21). Seu cargo era subordinado ao Ministério da Cidadania, do ministro Osmar Terra.

    “Ele mudou. Era um cara extremamente democrático, mas virou a chave. Tomara que seja só uma fase”, declarou Pires sobre Osmar Terra, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo. O ex-secretário trabalhava com o ministro desde 2016, quando Terra era titular do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) no governo de Michel Temer. Pires era seu chefe de gabinete na época.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.