O que é a Geringonça portuguesa que une a esquerda do país

Formado em 2015, improvável condomínio ideológico de partidos chega ao quarto ano de governo em Portugal

     

    A extrema direita vive seu melhor momento na Europa desde o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. É fácil contar esse crescimento em número de votos em países como França, Alemanha, Itália, Reino Unido, Hungria, Áustria e Polônia.

    Embalados por pautas ultranacionalistas e eurocéticas, partidos como o francês Frente Nacional, a italiana Liga, o húngaro Fidesz, o polonês Lei e Justiça, o austríaco FPO (Partido da Liberdade da Áustria) ou a alemã AfD (Alternativa para a Alemanha) crescem no legislativo de seus respectivos países e sonham em um dia conquistar a maioria dos assentos do Parlamento Europeu.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.