As leis que pretendem combater o plástico de uso único no país

Projetos vêm sendo debatidos e sancionados em instâncias estaduais e municipais. Para especialistas, a proibição de itens como canudos e copos é insuficiente para combater danos ao meio ambiente

     

    Leis contra sacolas, canudos, copos, entre outros plásticos de uso único são uma tendência nas câmaras legislativas do país. Projetos vêm sendo debatidos e sancionados em dezenas de instâncias estaduais e municipais. No âmbito federal, há também uma proposta que tem como propósito banir os canudos plásticos em todo o Brasil.

    Em 2018, o Rio de Janeiro foi a primeira capital a banir canudos de plástico. São Paulo sancionou lei similar em junho de 2019. As assembleias estaduais dos dois estados discutem legislação antiplástico de âmbito estadual. Leis do tipo estão em pauta também no Pará, Maranhão, Ceará, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Distrito Federal e Minas Gerais, entre outros estados.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.