A pequena sereia negra. E a representatividade nas telas

Críticas à escalação de atriz para interpretar a personagem Ariel falam em ‘whitewashing reverso’. Entenda o que é isso, e por que a prática não se aplica ao caso

A escolha da cantora e atriz americana Halle Bailey para interpretar o papel de Ariel na versão live action (com atores reais, em oposição a um filme de animação) de “A Pequena Sereia” foi anunciada na quarta-feira (3) pela Disney. As filmagens terão início em 2020.

Na primeira versão do filme de animação, de 1989, a sereia era branca e ruiva. Agora, passará a ser negra na nova versão, interpretada por Bailey. O anúncio feito pelo estúdio americano foi criticado por pessoas nas redes sociais e se tornou alvo de comentários racistas.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.