O que faz o órgão antitortura que teve funcionários demitidos

Por meio de decreto, Bolsonaro extinguiu cargos comissionados do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, que realiza vistorias em presídios

 

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) exonerou todos os 11 integrantes do MNPCT (Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura), por meio de decreto publicado no Diário Oficial na última segunda-feira (10).

Vinculado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o órgão tem a função de vistoriar estabelecimentos em que ocorre privação de liberdade, como cadeias e unidades de acolhimento de jovens infratores, assim como locais em que a privação de liberdade pode ocorrer, como comunidades terapêuticas ou hospitais psiquiátricos.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.