Este projeto fez fotos 3D das 7 maravilhas do mundo antigo

Realizado pelos designers turcos Erdem Batirbek e Keremcan Kirilmaz e pelo artista gráfico belga Fractal Motion, trabalho ‘reconstruiu’ monumentos históricos

Estamos com acesso livre temporariamente em todos os conteúdos como uma cortesia para você experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos de assinatura. Assine o Nexo.

 

O projeto “The 7 Wonders of the Ancient World, Reconstructed” fez uma série de imagens 3D das 7 maravilhas do mundo antigo. Financiado pela companhia australiana Budget Direct, o projeto foi publicado em 16 de abril de 2019.

Inicialmente idealizada na Grécia, no século 2 a.C., a lista de 7 obras artísticas e arquitetônicas erguidas durante a Antiguidade Clássica inclui:

  1. A Pirâmide de Gizé, construída por volta de 2650-2500 a.C. para ser o túmulo do faraó egípcio Keóps - ainda está de pé, mas a estrutura se alterou ao longo do tempo
  2. Os Jardins Suspensos da Babilônia, feitos por volta de 600 a.C. Foram destruídos por um terremoto após o século 1 a.C.
  3. O Templo de Ártemis em Éfeso, construído em 550 a.C. e dedicado à deusa grega Ártemis. Foi queimado em 356 a.C.
  4. A Estátua de Zeus em Olímpia, erguida em 435 a.C. Foi desmontada pelos governantes cristãos nos séculos 5 e 6
  5. O Mausoléu de Halicarnasso (atual Turquia), construído em 351 a.C. Foi danificado por um terremoto e totalmente destruído por europeus nas cruzadas
  6. O Colosso de Rodes, construído entre 292 e 280 a.C. Foi destruído por um terremoto em 224 a.C.
  7. O Farol de Alexandria, construído no Egito no século 3 a.C. Foi destruído por um terremoto entre 1303 e 1480 d.C.

O projeto foi realizado em diversas fases. Primeiro, a pesquisa de textos, imagens e informações sobre materiais e medidas dos monumentos, por exemplo, foi feita com a Encyclopedia Britannica e na Ancient History Encyclopedia.

 

Depois, o designer turco Erdem Batirbek e o arquiteto turco Keremcan Kirilmaz, mestre em design, fizeram rascunhos, procuraram imagens de fundo dos lugares originais e, por fim, modelaram as imagens 3D.

O trabalho passou para o artista gráfico belga Fractal Motion, que usou o software Cinema 4D e finalizou a série no After Effects. As 7 imagens estão no site oficial do projeto.

ESTAVA ERRADO: A primeira versão deste texto afirmava que o projeto utilizou uma ferramenta de um software de cinema 4D. Na verdade, o projeto utilizou uma ferramenta do software Cinema 4D. O texto foi corrigido às 15h58 de 22 de maio de 2019.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.