Ir direto ao conteúdo

Este Instagram relaciona viagem e positividade corporal

Conta ‘Fat Girls Traveling’ reúne imagens de mulheres gordas em diferentes partes do mundo, tentando romper com representação usual de viajantes como pessoas magras

     

    O projeto “Fat Girls Traveling” (garotas gordas viajando, em tradução livre) está na intersecção de dois movimentos recentes, impulsionados pela internet: a defesa da aceitação de diversos tipos de corpos, para além dos padrões de beleza, e a troca de informações e experiências que têm permitido que mais mulheres viajem sozinhas.

    Criada pela blogueira de viagem Annette Richmond em 2017, a iniciativa se desdobra em uma conta no Instagram, com imagens de mulheres viajantes em diversas partes do mundo, um blog sobre viagem, moda e comportamento e um grupo no Facebook, um espaço para discutir a gordofobia, encorajar a superação do estigma e a troca de dicas entre mulheres gordas que viajam

    Ativistas dos movimentos de positividade corporal têm buscado se apropriar da palavra “gorda”, deslocando-a de seu sentido negativo para uma descrição política do corpo que têm.

     
     
     
     

    Visibilidade da mulher gorda viajante

    Numa análise de bancos de imagens, editoriais de viagem publicados nas principais revistas do nicho, anúncios de empresas de viagem, blogs especializados e perfis do Instagram, poderia-se ter a impressão de que pessoas gordas não viajam.

    Via de regra, homens e mulheres magros são os protagonistas dessas imagens, nas quais aparecem em praias, restaurantes e parques temáticos.

    Com isso, é comum que mulheres gordas se sintam intimidadas em viajar devido à vergonha que sentem do próprio corpo, a experiências de discriminação ou simplesmente por não se enxergarem nas representações de pessoas que viajam.

     

    Essa falta de representatividade gorda no mundo dos blogueiros e influenciadores digitais de viagem incomodou Richmond, levando-a a criar um espaço seguro para que mulheres gordas como ela própria pudessem se informar e se empoderar para sair pelo mundo e “ocupar espaço”.

     

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Continue sua leitura

    Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: