O decreto que torna mais fácil andar armado no Brasil

Documento assinado por Jair Bolsonaro permite que circulem armados políticos eleitos, jornalistas que realizam cobertura policial e caminhoneiros, entre outros

     

    Em um decreto de 7 de maio de 2019, o presidente Jair Bolsonaro estabeleceu uma série de regras que facilitam o registro, a posse, a venda, a importação e o porte de armas de fogo no Brasil.

    Em janeiro de 2019, Bolsonaro havia publicado um outro decreto que ampliava apenas a “posse” de armas, ou seja, que indivíduos as adquirissem e mantivessem em propriedades privadas, como comércios, residências ou fazendas. Ao ampliar também o “porte”, Bolsonaro amplia os casos em que os proprietários poderão circular armados em qualquer espaço.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.