O veto ao termo violência obstétrica pelo governo

Ministério da Saúde emitiu uma resolução em que defende abolir uso da expressão de políticas públicas e normas

 

Um documento emitido pelo Ministério da Saúde em 3 de maio de 2019 determinou a suspensão do uso do termo violência obstétrica em normas e políticas públicas.

A expressão, consolidada na literatura científica e popularizada pelo movimento de mulheres envolvidas em seu combate, denomina a violência psicológica ou física praticada no atendimento a gestantes.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.