Como a academia reage à investida contra as ciências humanas

Ministro da Educação defende a redução de investimentos em áreas como sociologia e filosofia e é apoiado por presidente. Manifesto em oposição ao governo conta com mais de 15 mil assinaturas

 

 

O presidente Jair Bolsonaro publicou em sua conta do Twitter, em 26 de abril, que seu governo estuda reduzir investimentos em faculdades de ciências humanas para focar “em áreas que gerem retorno imediato ao contribuinte, como veterinária, engenharia e medicina”. O post de Bolsonaro reforçava uma declaração do dia anterior, feita na mesma linha, do ministro da Educação, Abraham Weintraub.

ASSINE O NEXO PARA
CONTINUAR LENDO

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.