Por que gostamos de dizer que somos mais inteligentes do que somos

Estudo feito com 40 mil alunos de 15 anos indica que adolescentes declaram ter conhecimento, experiência ou expertise sobre assuntos que, na verdade, desconhecem

 

Jovens são propensos a superestimar seu conhecimento, experiência e expertise sobre assuntos que, na verdade, eles não dominam. É um tipo de síndrome dos sabe-tudo na juventude.

A frase pode parecer uma afirmação peremptória, mas é o resultado de um estudo empírico feito com mais de 40 mil estudantes de 9 países.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.