Os 50 anos de ‘Matadouro Cinco’, clássico antiguerra

Obra inspirada na experiência de Kurt Vonnegut na Segunda Guerra Mundial trouxe narrativa inovadora e mistura de estilos

    Temas
     

    “Matadouro Cinco” é considerado um dos mais potentes e originais livros antiguerra da literatura americana. Foi publicado em 1969 por Kurt Vonnegut (1922-2007), autor nascido nos EUA. No cinquentenário da obra, editoras por todo o mundo programaram edições especiais em comemoração. Como a brasileira Intrínseca, que apresenta uma nova tradução para o clássico, do escritor Daniel Pellizzari.

    É a experiência de Vonnegut como soldado americano na Segunda Guerra Mundial (1938-1945) que serve como base para o livro. Capturado pelos nazistas na Batalha das Ardenas, na Bélgica, em 1944, o escritor se tornou prisioneiro de guerra e foi mandado para Dresden, na porção leste da Alemanha. Lá, foi abrigado no “matadouro cinco”, localizado na área central da cidade.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.