Como a China busca reeditar a antiga Rota da Seda

Xi Jinping atrai Itália para projeto trilionário que busca reativar um dos maiores cinturões logísticos da história do comércio mundial

 

O presidente da China, Xi Jinping, desembarcou na quinta-feira (21) no Aeroporto de Fiumicino, em Roma, com um plano ambicioso: incluir a Itália no trilionário projeto de reedição da Rota da Seda.

A ideia chinesa é refazer hoje o cinturão logístico que mudou para sempre a história do comércio mundial a partir do século 1º a.C..

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.