Por que parlamentares chilenos boicotam a visita de Bolsonaro

Senador socialista Juan Pablo Letelier fala ao ‘Nexo’ sobre a decisão de não participar da recepção ao presidente brasileiro em Santiago

 

Parlamentares chilenos de oposição decidiram não participar de nenhuma cerimônia oficial de recepção ao presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em Santiago, na quinta (21), sexta (22) e sábado (23).

Entre os membros do grupo de esquerda e centro esquerda que se recusam a receber o presidente brasileiro, há políticos com cargos importantes, como o presidente do Senado, Jaime Quintana, o vice-presidente do Senado, Alfonso de Urresti, e o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, José Miguel Insulza.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.