Os prós e contras da criação do fundo da Lava Jato

Iniciativa do Ministério Público Federal prevê investimento de recursos recuperados de desvios na Petrobras. Críticos apontam para falta de previsão legal e risco de concentrar poderes nas mãos de procuradores que atuam em Curitiba

     

    Integrantes do Ministério Público Federal que atuam no Paraná e a Petrobras assinaram em 23 de janeiro de 2019 um acordo para a criação de um fundo. O plano é usar o dinheiro recuperado de desvios na estatal em projetos, iniciativas e entidades que “reforcem a luta da sociedade brasileira contra a corrupção”.

    O braço paranaense da Lava Jato, que deu origem à operação em 2014 ao descobrir um megaesquema de desvios em contratos da empresa petrolífera, estima já ter recuperado R$ 3,24 bilhões.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.