Por que o Japão só reconheceu agora o povo Ainu

Após décadas de discussão, governo japonês propôs projeto de lei que considera minoria étnica como ‘povo indígena’ do país

 

Em fevereiro de 2019, o governo japonês propôs um projeto de lei para oficialmente reconhecer a minoria étnica ainu como “povo indígena” do país pela primeira vez. “É importante proteger a honra e a dignidade do povo ainu e transmiti-las à próxima geração para construir uma sociedade vibrante com valores diversos”, declarou Yoshihide Suga, porta-voz do governo, sobre o projeto entregue no dia 15 de fevereiro.

Documento oficial do Poder Executivo referente à questão histórica no país, o projeto deve passar pelo Legislativo. O texto, que inclui propostas de inclusão social dos ainus, como incentivo à cultura e apoio econômico, deve consolidar o status legal da minoria étnica.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.