Bolsonaro pode bloquear jornalistas no Twitter?

Ao proibir que repórteres vejam suas publicações, presidente eleito alimenta debate sobre liberdade de imprensa no novo governo

     

    A dez dias de assumir o comando do país, o presidente eleito Jair Bolsonaro mudou, no sábado (22), as configurações de sua conta no Twitter para impedir que um grupo de pelo menos oito jornalistas de uma mesma empresa de comunicação, The Intercept Brasil, visualizasse suas postagens nessa rede social.

    A medida tomada por Bolsonaro é conhecida como “bloqueio”. Com ela, é possível fazer com que a pessoa bloqueada não veja mais nenhum conteúdo postado por quem a bloqueou. A configuração também impede que o usuário bloqueado envie mensagens privadas ou públicas a quem o bloqueou, cessando assim as possibilidades de interação.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.