Por que Bolsonaro mantém discurso do ‘kit gay’ mesmo desmentido

Presidente eleito volta a tocar no assunto, embora a versão que costuma propagar seja comprovadamente falsa

    Jair Bolsonaro (PSL) concedeu na segunda-feira (29) as primeiras entrevistas como presidente eleito. Às emissoras Record, SBT e Globo, o futuro chefe do Executivo federal enfatizou algumas de suas principais promessas e voltou a mencionar informações desmentidas durante a campanha sobre o chamado “kit gay”.

    A campanha eleitoral de 2018 foi pautada por intensa polarização entre as campanhas de Bolsonaro e Fernando Haddad, candidato do PT. Polarização essa alimentada também por notícias falsas, disseminadas por meio de redes sociais e aplicativos como o WhatsApp.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.