Ir direto ao conteúdo

Esta fita cassete reúne só compositoras experimentais

Entre os nomes incluídos na coletânea está a precursora da música eletrônica, Else Marie Pade, que também atuou em um grupo de mulheres sabotadoras na resistência à ocupação nazista da Dinamarca

     

    Nos últimos anos, diversas iniciativas têm reivindicado não só a garantia de espaço para mulheres nas ciências e nas artes, mas também que as contribuições no passado sejam reconhecidas e incluídas no cânone desses campos - com frequência, as narrativas se detêm nos ídolos masculinos.

    No início de 2016, o selo francês e site de música Infiné lançou um podcast que realiza um esforço nesse sentido. O arquivo de áudio traz obras de musicistas mulheres de vanguarda, lançadas no período que vai de 1958 a 1993. Posteriormente, foi lançado também em fita cassete, vendida pelo Infiné.

    Além de focar em mulheres, a mixtape traz nomes que vão um pouco além dos cânones americano e britânico. Entre eles, figuras pouco conhecidas, como a compositora dinamarquesa Else Marie Pade.

    Educada em piano clássico, ela atuou na Resistência contra a invasão alemã na Segunda Guerra Mundial, participando de um grupo de sabotadores formado por mulheres. Aprisionada pela Gestapo, Pade compôs canções em sua cela, e se aproximou da música experimental após o fim da guerra.

    A canção mais antiga da lista, de 1958, é dela, e se chama Syv Cirkler.

     

    Nomes mais conhecidos também figuram na lista, como o da americana Laurie Spiegel. Além de tocar sintetizadores e guitarra, Spiegel é programadora, e se tornou famosa por criar softwares que automatizam partes do processo de criação musical. Lançada em 1983, a canção “Drums” é uma das suas três que figuram na mixtape.

     

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.

    Mais recentes

    Você ainda tem 2 conteúdos grátis neste mês.

    Informação com clareza, equilíbrio e qualidade.
    Apoie o jornalismo independente. Junte-se ao Nexo!