O que há de diferente no último vazamento de dados do Facebook

Empresa se negou a comentar se o ataque poderia ter sido coordenado por hackers com apoio de um estado-nação

     

    No final de setembro de 2018, o Facebook anunciou que hackers poderiam ter violado as contas de até 50 milhões dos mais de 2 bilhões de usuários da maior rede social do mundo.

    Segundo a companhia, os hackers haviam explorado três brechas em duas funções criadas pelo próprio Facebook: uma que permite ao usuário visualizar a própria página pessoal como se fosse uma terceira pessoa, e outra que permite baixar mais facilmente os vídeos comemorativos de aniversário preparados pela rede.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.