O retrato de um nu produzido por inteligência artificial

Obra idealizada pelo alemão Mario Klingemann e executada por máquinas levou maior prêmio de organização dedicada à arte digital

    A imagem abaixo é uma obra de arte. Quem assina é o Mario Klingemann. No lugar de pincel, tela e cavalete, o artista usou uma ferramenta pouco tradicional: inteligência artificial.

    Foto: Reprodução/Mario Klingemann
    ‘The Butcher's Son’, feito por máquinas programadas pelo artista Mario Klingemann
    ‘The Butcher's Son’, feito por máquinas programadas pelo artista Mario Klingemann

    No fim de setembro de 2018, o prêmio inglês The Lumen Prize – dedicado desde 2012 à celebração de trabalhos digitais de artistas do mundo todo – laureou Klingemann com a maior premiação da edição.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.