Como o PSL tomou espaço da centro-direita na Câmara

De nanico à segunda maior bancada eleita em 2018, partido fica com tamanho que há pouco tempo era do PSDB e do MDB

 

Até 6 outubro de 2018, PSL era classificado como um partido pequeno, ou nanico, no jargão político. Após o primeiro turno das eleições, no domingo (7), a legenda do candidato à Presidência Jair Bolsonaro passou a ser a segunda maior bancada da Câmara dos Deputados, ocupando 52 das 513 vagas.

O PSL tornou-se o partido de Bolsonaro somente em março de 2018, quando o deputado federal deixou o PSC e migrou para a nova legenda, que assegurou ao capitão da reserva do Exército a candidatura à Presidência.

ASSINE O NEXO PARA
CONTINUAR LENDO

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.