Foto: Marri Nogueira/Ag. Senado -05.10.2014

Primeiro turno das eleições de 2014
Local de votação em Brasília, nas eleições de 2014
 

Com 35 partidos aptos a lançar candidatos nas eleições de 2018, eleitores ficam diante de uma diversidade grande de nomes concorrendo a um dos cinco cargos em disputa: deputados estadual e distrital, deputado federal, dois senadores, governador e presidente.

27.106

é o número de candidatos aptos em disputa nas eleições de 2018, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), atualizados em de 27 de setembro

Para ajudar, em parte, nesse processo de pesquisa e escolha, projetos oferecem ferramentas que mostram quais candidatos se assemelham com o que você pensa ou ainda exibem informações a respeito do político.

Há dezenas de sites e aplicativos disponíveis. Abaixo, listamos oito iniciativas. Todas se dizem apartidárias, não declaram apoio a nenhum candidato e não exigem cadastro para usar a ferramenta.

Ferramentas do G1

O portal de notícias G1 lançou ferramentas para o eleitor verificar as prioridades e propostas de candidatos à Presidência, aos governos estaduais e do Distrito Federal, e a deputados federais.

As ferramentas

Presidente

O Sintonia Eleitoral compara pontos de vista do eleitor e dos postulantes ao Planalto a respeito de assuntos como o papel do Estado na economia e no combate à pobreza. Ao final do questionário, a ferramenta mostra com quais candidatos houve mais ou menos concordância e sobre quais temas.

Governadores

No Jogo Eleitoral, o eleitor pode identificar se as suas prioridades coincidem com as propostas dos candidatos ao governo de seu estado para saúde, educação, transportes, entre outros temas.

Deputados federais

O Quem Eu Escolho reúne candidatos a deputado federal de todo o país. Não há questionário. A ferramenta tem por objetivo ajudar o eleitor a encontrar candidatos com base em filtros como gênero, profissão, partido, região de atuação e prioridade caso seja eleito.

Match Eleitoral da Folha

Foto: Reprodução/Folha de S.Paulo

Match Eleitoral, da Folha de S.Paulo
Match Eleitoral oferece buscas a eleitores de São Paulo, Rio e Minas
 

A ferramenta desenvolvida pelo jornal Folha de S.Paulo tenta ajudar eleitores de São Paulo, Minas e Rio a ver quais candidatos a deputado federal têm posicionamentos mais próximos aos seus sobre temas como educação, comportamento, segurança e economia. Para quem vota em São Paulo, é possível fazer buscas por postulantes ao Senado.

O filtro é feito por meio de um questionário, também respondido pelos candidatos que aceitaram participar. O Match Eleitoral apresenta os resultados listando, em escala decrescente, políticos que tiveram percentual de concordância mais alto com as respostas do eleitor. É possível ver as respostas dos candidatos.

Tem Meu Voto

O objetivo é ajudar a encontrar candidatos a deputados estaduais, federais e senadores. Após responder a sete perguntas, o Tem Meu Voto traz os dez nomes mais próximos, cada um acompanhado de informações como partido, número na urna, prioridades e eventuais processos judiciais.

Nas perguntas, o eleitor mede a relevância de informações como ter ou não processos judiciais, qual deve ser o papel do Estado na economia, além de opiniões sobre costumes.

A ferramenta foi desenvolvida com apoio de organizações diversas, entre elas o Acredito, o Agora! e o RenovaBR, que defendem a renovação dos quadros políticos. Ela usa dados fornecidos pelos próprios candidatos, da Justiça Eleitoral, dos tribunais superiores e tribunais de Justiça de todo o país.

Me Representa

Foto: Reprodução/Me Representa

Ferramenta Me Representa
Me Representa permite buscas de candidatos ao Legislativo
 

O site se propõe a apresentar afinidades entre o eleitor e candidatos a deputado estadual, federal e senador. Há políticos de todas os estados e do Distrito Federal.

O enfoque do Me Representa é destacar candidaturas que tratem de temas como igualdade de gênero, respeito à diversidade sexual e à identidade de gênero, e combate ao racismo. O projeto é de grupos ligados a políticas em favor de mulheres, negros e população LGBT.

As respostas levam em conta questionário respondido pelos candidatos. O eleitor pode escolher encontrar candidatos de acordo com uma temática de interesse específica ou várias delas, como gênero, drogas, segurança, trabalho, saúde e educação. É possível também fazer pesquisas filtrando somente candidaturas de mulheres, negros, indígenas ou LGBT, e por partido.

O Iceberg

O site O Iceberg desenvolveu duas ferramentas para o eleitor verificar as semelhanças e diferenças entre suas ideias e a dos candidatos à Presidência e a deputado federal. O site é de responsabilidade do servidor público Leandro Salvador.

As ferramentas

Presidente

Na Calculadora de Afinidade Eleitoral, o eleitor responde a 23 perguntas, divididas em grandes temas, como educação, segurança, economia, dizendo “sim”, “não” ou “depende”. A ferramenta lista em primeiro aqueles candidatos com os quais há mais convergência. A comparação é feita com base em manifestações públicas dos candidatos.

Deputados federais

Também a partir de um questionário, o Partidômetro das Eleições pra Deputado mostra qual partido (e não candidatos) tem mais afinidade com as respostas do eleitor. A ferramenta leva em conta o posicionamento do partido em votações na Câmara, como impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e reforma trabalhista. O Partidômetro lista votações do atual exercício legislativo e de legendas com pelo menos seis deputados. Por essa razão nem todos os partidos aparecem nos resultados.

Voz Ativa

Foto: Reprodução/Voz Ativa

Voz Ativa
Voz Ativa compara respostas do eleitor com as dos candidatos a deputado federal
 

A plataforma promete, em oito minutos, mostrar quais candidatos à Câmara dos Deputados estão mais alinhados com as ideias do eleitor. A exemplo de outras ferramentas desse tipo, a Voz Ativa só exibe aqueles políticos que responderam ao questionário.

A plataforma foi desenvolvida pela Rede de Advocacy, que reúne 30 organizações da sociedade civil ligadas a temáticas de direitos humanos, transparência e meio ambiente. As perguntas giram em torno desses assuntos, em geral relacionadas a em algum projeto de lei em tramitação na Câmara. O eleitor pode responder se é a favor, contra ou “não sei”. Ao final, aparecem os nomes com os quais houve mais afinidade. É possível ver como cada um dos candidatos respondeu.

Eleições 2018

O aplicativo permite ao eleitor encontrar candidatos e também verificar se o título de eleitor está em situação regular e o local de votação. É gratuito e com versões disponíveis para os sistemas Android e iOS. O Eleições 2018 foi desenvolvido pelo servidor público Luciano Medeiros, analista de sistemas, e traz informações sobre os candidatos a todos os cargos e de todo o país.

Os dados são do TSE. O aplicativo serve mais como um serviço, sem a intenção de encontrar candidatos com opiniões parecidas ou propostas apreciadas pelo eleitor. Sobre os candidatos, a ferramenta traz o número do partido, as siglas coligadas e os bens declarados. É possível fazer buscas filtrando por partido e se é ou não candidato à reeleição.

Detector de Ficha de Político

O principal objetivo do aplicativo é mostrar se há ou não inquéritos e/ou processos judiciais contra os candidatos. Há outras iniciativas nesses moldes. A opção por destacar o Detector decorre do fato de a base de dados trazer um universo maior de políticos, além de permitir que eleitores ou candidatos alertem para eventuais erros.

A ferramenta não faz filtro por afinidade nem traz propostas dos postulantes a um cargo público. O plugin, disponível para Android e iOS, foi desenvolvido pelo Instituto Reclame Aqui, que registra queixas de consumidores. É possível fazer busca pelo nome ou colocando uma foto do rosto do candidato.

As informações exibidas são originárias dos sistemas dos tribunais superiores e tribunais de justiça do país. Pode conter eventuais omissões, casos por exemplo em que a ação está sob segredo de Justiça, ou desatualizações (pode haver decisões que ainda não aparecem no aplicativo). Logo, é válido comparar o resultado com outras fontes de informação.

 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa Equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project. Saiba mais.