Por que Marina caiu tanto em relação a outras eleições

Terceira colocada nas disputas de 2010 e 2014, candidata pela Rede à Presidência registra gradativa perda de apoio em 2018

 

Marina Silva está em sua terceira eleição presidencial. Depois de disputar um lugar no segundo turno nas campanhas de 2010 e 2014, sendo que na última campanha quase chegou lá, a ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente registra hoje apenas 5% de intenção de voto, segundo pesquisa Ibope divulgada na segunda-feira (24).

A trajetória de Marina é de queda. A líder da Rede chegou a figurar em segundo lugar em agosto, nos cenários sem Luiz Inácio Lula da Silva, atrás apenas de Jair Bolsonaro, candidato do PSL. A intenção de voto do ex-presidente, de quem Marina foi ministra, mas depois se afastou, migrava na época em parte para ela.

ASSINE O NEXO PARA
CONTINUAR LENDO

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.