Como são os shows feitos com hologramas. E as novas turnês

A técnica se tornou tendência em 2012 e hoje espetáculos passam por Europa, Estados Unidos e agora chegam ao Brasil

    Em 2012, os fãs do rapper Tupac Shakur levaram um susto quando o cantor, morto em 1996, apareceu no palco do festival Coachella junto com os músicos Snoop Dogg e Dr. Dre para uma apresentação.

    Essa não foi a primeira vez que um holograma foi usado em uma performance ao vivo, mas a ideia lançou a tendência de uma indústria que hoje não se restringe a aparições especiais, mas a shows e turnês inteiras.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.