‘Nexo’ e parceiros: 3 olhares acadêmicos sobre as eleições

Núcleos de estudos vão tratar semanalmente das disputas parlamentares, da agenda urbana e social e do comportamento do eleitor na internet

Estamos com acesso livre temporariamente em todos os conteúdos como uma cortesia para você experimentar o jornal digital mais premiado do Brasil. Conheça nossos planos de assinatura. Assine o Nexo.

Com o início oficial da campanha eleitoral de 2018, o Nexo dá início a publicações semanais de textos analíticos produzidos por núcleos de pesquisa e centros de estudos acadêmicos que atuam em três instituições do ensino superior brasileiro.

Às sextas-feiras, o Iesp (Instituto de Estudos Sociais e Políticos) da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) abordará temas relacionados à eleição parlamentar. O primeiro texto será publicado no dia 17 de agosto.

“No Brasil, a tendência dos eleitores é prestar mais atenção à campanha para os cargos Executivos, ou seja, de presidente e governador, que acabam tendo maior visibilidade. Nossos textos pretendem mostrar que os legisladores são peças importantes de uma engrenagem maior”

Carolina de Paula

coordenadora da plataforma multimídia Iesp nas Eleições

 

Aos sábados, o CEM (Centro de Estudos da Metrópole) da USP (Universidade de São Paulo) abordará temas relacionados à agenda urbana e social do país. O primeiro texto será publicado em 18 de agosto.

“As cidades brasileiras concentram grande parte da nossa população e a maior parcela de nossos problemas sociais, mas estão ausentes das eleições de 2018. Os textos desta série vão discutir elementos centrais para as políticas urbanas e sociais do próximo governo”

Eduardo Marques

professor titular do Departamento de Ciência Política e pesquisador do CEM da USP

 

 

Às segundas-feiras a DAPP (Diretoria de Análise de Políticas Públicas) da FGV (Fundação Getúlio Vargas) abordará temas relacionados ao comportamento do eleitor nas redes. O primeiro texto será publicado em 20 de agosto. 

“A web será um espaço de debates em torno da agenda pública para o próximo governo, bem como de disputas entre atores políticos e sociais. Os textos buscarão abordar essas questões sempre a partir da análise de dados, com informações para a qualificação do debate e para a compreensão de como elas repercutem entre os brasileiros”

Marco Ruediger

diretor da FGV-DAPP

 

A cobertura especial para as eleições 2018

Desde a sua fundação, em novembro de 2015, o Nexo tem como principal motivação produzir um jornalismo que contribua para um debate público qualificado, plural e que seja capaz de fortalecer a democracia brasileira.

 

As parcerias firmadas com o Iesp-Uerj, o CEM-USP e a FGV-DAPP buscam reforçar justamente esse cenário, ampliando o compromisso de uma cobertura das eleições cuidadosa, que informe de maneira precisa, inovadora e equilibrada, e que sobretudo seja útil para o leitor no seu processo de tomada de decisão.

 

O Nexo lançou, em 16 de julho, uma página especial para as eleições 2018. Ela traz as publicações do jornal separadas em seções específicas para facilitar a busca por conteúdos, sejam eles mais recentes, de referência ou interativos que valem ser consultados mais de uma vez.

A prioridade da cobertura é apresentar conceitos e fenômenos políticos para entender o Brasil, explicações sobre as regras do jogo eleitoral e ideias para aprofundar reflexões a respeito do país, com textos claros, vídeos, infográficos e materiais interativos, que são marcas do Nexo.  

 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.