Ir direto ao conteúdo

Amor e perda: 6 momentos da carreira musical de Yoko Ono

Cantora e artista multimídia, casada com John Lennon entre 1969 e 1980, deve lançar álbum com regravações de seu repertório

    Temas
     

    A artista multimídia e cantora Yoko Ono anunciou um novo álbum chamado “Warzone”. O disco sairá pela gravadora de seu filho com John Lennon, Sean Ono Lennon, a Chimera Music. Yoko foi casada com Lennon entre 1969 e 1980.

    Com lançamento previsto para 19 de outubro de 2018, o álbum consistirá de novas versões para músicas do repertório de Yoko, gravadas originalmente entre 1970 e 2009.

    O último álbum da artista foi “Take Me to the Land of Hell”, de 2013, creditado à Plastic Ono Band, nome usado por Yoko e Lennon para suas colaborações. Em 2017, Yoko reeditou três álbuns seus de outras décadas: “Fly”, “Approximately Infinite Universe” e “Feeling the Space”.

    Uma das canções que será regravada para o novo disco é “Imagine”, talvez a mais conhecida das canções solo de John Lennon, lançada em 1971. Em 2017, a coautoria de Yoko na composição foi reconhecida pela associação americana de editoras musicais.

    Na noite do anúncio, que pegou Yoko desprevenida, foi exibida uma entrevista de Lennon à emissora britânica BBC em que o músico dizia que “Imagine” foi inspirada em um livro de arte de Yoko chamado “Grapefruit”. A música, declarou Lennon no vídeo, “deveria ter sido registrada como uma canção de Lennon/Ono”.

    O Nexo selecionou seis momentos importantes da carreira musical de Yoko Ono.

    “Midsummer New York” (1971)

     

    Do segundo disco de Yoko Ono, “Fly”, a faixa tem inspiração assumida na melodia e no ritmo de “Heartbreak Hotel”, de Elvis Presley.

    “Death of Samantha” (1973)

     

    Segundo Yoko, esta música foi gravada depois de um fato que a aborreceu muito. De acordo com o filho Sean, a motivação estaria relacionada a “meu pai fazendo sexo com alguma menina em uma festa em que minha mãe estava”. A música se encontra no álbum “Approximately Infinite Universe”.

    “Kiss Kiss Kiss” (1980)

     

    Essa música integra o álbum “Double Fantasy”, creditado a Yoko Ono e John Lennon, lançado pouco antes do assassinato do cantor, em Nova York. A música, em que Yoko simula um orgasmo, saiu como lado B no single de “(Just like) Starting over”, sucesso de Lennon.

    “No no no” (1981)

     

    A faixa abre com o som de quatro disparos de revólver, uma referência aos tiros que mataram Lennon. Depois, ouve-se Yoko gritando. É uma música que aborda o impacto da perda do amor de sua vida. Está no álbum “Season of glass”, que traz na capa um par de óculos igual ao usado por Lennon, sujo de sangue.

    “Walking On Thin Ice” (1981)

     

    Yoko Ono gravou a música com John Lennon na noite em que ele foi assassinado. O músico foi atingido quando o casal voltava do estúdio. Lennon tombou segurando a fita de rolo da gravação. A música se tornou o maior sucesso de Ono, e ganhou remixes de DJs e produtores ao longo das décadas seguintes.

    “You’re the one” (1984)

     

    Canção que faz parte de “Milk and honey”, disco lançado em 1984 que reúne sessões realizadas pelo casal durante e depois das gravações de “Double Fantasy”. São de John Lennon os vocais e a guitarra.

     

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

    Já é assinante?

    Entre aqui

    Continue sua leitura

    Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: