Por que o ‘passinho’ virou patrimônio cultural no Rio de Janeiro

Gênero de dança criado nas comunidades do Rio de Janeiro mistura elementos de samba, frevo, funk e envolve ‘batalhas’ com prêmios em dinheiro

Temas

A cidade do Rio de Janeiro deu o título de patrimônio cultural imaterial à chamada Dança do Passinho, visando a preservação e valorização do gênero nascido do funk carioca. 

“O reconhecimento (...) é uma vitória, não só do funk, mas de todos aqueles que produzem cultura e são marginalizados pela condição social, geográfica e racial”, disse a vereadora Verônica Costa (MDB), responsável pelo projeto aprovado no dia 20 de junho de 2018. “O poder público deve promover festivais, assim como parcerias com a iniciativa privada. A ignorância e o preconceito devem igualmente arrefecer.”

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.