Ir direto ao conteúdo

A colaboração do artista Olafur Eliasson com a gigante de design Ikea

Empresa de design com discurso ambientalista foi fundada em 2012 pelo artista. Primeiro lançamento de empresa de design Little Sun foi uma luminária portátil alimentada com luz solar

O artista islandês e dinamarquês Olafur Eliasson é conhecido por suas esculturas e instalações em larga escala.

Entre elas o “Microscópio para São Paulo”, um caleidoscópio gigante formado por quatro espelhos, montados em 2011 no centro do pátio interno da Pinacoteca do Estado de São Paulo e direcionados para cima, refletindo a luz externa.

O tema do meio ambiente e sua relação com a sociedade sempre foi frequente entre as obras do artista, que em 2012 fundou a empresa de produtos com design Little Sun, em parceria com o engenheiro Frederik Ottesen.

O primeiro lançamento foi uma luminária portátil em forma de girassol, batizada também como Little Sun e alimentada com luz solar. A lâmpada foi anunciada inicialmente com a ideia de fornecê-la a US$ 10 para populações sem eletricidade de países africanos como Quênia, Zimbábue e Etiópia - Oliasson leciona em uma universidade em Addis Ababa.

O lançamento do produto foi, no entanto, no museu Tate Modern, em Londres. E no ano seguinte, as lâmpadas foram vendidas por US$ 30 a frequentadores da feira de arte Art Basel, em Miami Beach.

Agora, produtos da companhia Little Sun devem chegar a um número maior de consumidores americanos, europeus e asiáticos a partir de uma parceria com a gigante multinacional sueca Ikea, focada em produtos com design vendidos a preços relativamente baixos.

Em entrevista publicada em junho de 2018 no site focado em leilões e notícias sobre arte Artnet, Olafur afirmou que ao estabelecer a parceria estava interessado “em usar a escala e o conhecimento que a Ikea tem sobre desenvolvimento de produtos”.

Ainda não está claro o que as empresas produzirão conjuntamente, mas Olafur afirmou: “Estamos começando o processo de design a partir da semana que vem [com início no dia 17 de junho de 2018]”.

Ele antecipou, no entanto, que os produtos devem ser alimentados com energia solar, como a própria luminária Little Sun, ou então “inspirados” por energia solar - ele não deixou claro exatamente o que algo ser “inspirado” por energia solar pode significar.

 

Em entrevista publicada em julho de 2012 no jornal britânico The Guardian na qual falava sobre a lâmpada Little Sun, Olafur afirmou que “pessoas querem coisas bonitas em suas vidas; elas querem algo que possam usar com orgulho… todo mundo quer alguma coisa que não se relacione apenas com funcionalidade, mas também com espiritualidade”.

Ao Artnet, Olafur admitiu que a parceria com a gigante de design não se relaciona ao objetivo inicial da Little Sun, que era fornecer soluções a populações pobres que não têm acesso a redes de energia elétrica, mas destacou que se trata de uma oportunidade de fomentar o uso de energia renovável em países que possuem redes de energia sofisticada.

“A Little Sun trabalha primariamente com soluções não relacionadas com redes de energia e foca essencialmente em pessoas na base da pirâmide [social] que não têm acesso a energia limpa. Mas a Little Sun também está aprendendo a ter um relacionamento com energia sustentável no mundo conectado a redes de energia.”

Olafur Eliasson

Em entrevista concedida ao site Artnet

 

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Já é assinante?

Entre aqui

Continue sua leitura

Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: