A situação das calçadas brasileiras, segundo esta pesquisa

Itens mais citados em levantamento realizado em 23 cidades foram ‘calçada irregular’ e ‘falta de rampa de acessibilidade’

 

Andar pelas calçadas brasileiras é muitas vezes uma experiência que envolve riscos. O terreno acidentado dos espaços públicos para pedestres apresenta obstáculos como desníveis, rachaduras, buracos, entulho, árvores e postes. Pessoas com carrinhos de bebê, dificuldades de locomoção, os com deficiência visual e idosos são particularmente afetados pelas mal cuidadas calçadas das cidades do país.

O Instituto Corrida Amiga, ONG que promove o andar a pé pelas cidades, realizou um mapeamento de 2.547 calçadas em 23 cidades brasileiras. Por meio do aplicativo Colab, que se propõe a conectar cidadãos e o poder público, usuários puderam enviar avaliações sobre os pisos designados para pedestres.

ASSINE O NEXO PARA
CONTINUAR LENDO

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.