Por que o Facebook suspendeu 200 aplicativos suspeitos

Ação é a resposta mais recente ao escândalo da Cambridge Analytica. A consultoria política trabalhou na eleição de Trump e no processo do Brexit, e teve acesso a dados de 87 milhões de usuários do Facebook

 

Em uma nota à imprensa publicada no dia 14 de maio de 2018, o Facebook anunciou que cerca de 200 aplicativos foram suspensos da rede social, em uma medida contra a coleta indevida de dados dos usuários.

O documento é assinado pelo vice-presidente de parcerias de produtos da multinacional, Ime Archibong, que afirma que milhares de aplicativos foram investigados, mas não detalha exatamente quais.

ASSINE O NEXO PARA
CONTINUAR LENDO

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.