As imagens que mostram a ocupação do edifício Martinelli na década de 1970

Famílias de baixa renda moraram irregularmente no prédio icônico de São Paulo; fotos exclusivas da arquiteta Nadia Somekh mostram condições parecidas com ocupações atuais

     

    Primeiro arranha-céu de São Paulo, o Edifício Martinelli nasceu em 1930 como ícone da cidade que se modernizava. “Edifício-símbolo do arrojo e dinamismo de São Paulo”, escreveu a Folha de S. Paulo à época. O prédio era local de lojas elegantes e escritórios de prestígio.

     

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.