Ir direto ao conteúdo

Qual a maior distância que se pode navegar sem tocar o continente

Algoritmo desenvolvido por pesquisadores indianos mostra como é possível ir do Paquistão à Rússia pelo mar sem escalas

Foto: Reprodução/Chabukswar e Mukherjee
Mapa mostra a distância mais longa que pode ser percorrida em linha reta pelo oceano
Mapa mostra a distância mais longa que pode ser percorrida em linha reta pelo oceano
 

São, ao todo 32.089,7 quilômetros. Saindo da cidade de Somiani, no estado de Baluchistão, no Paquistão, é possível traçar uma rota marítima até o distrito de Karaginsky, na península russa de Kamchatka Krai, navegando apenas em uma linha reta. O caminho em questão não prevê escalas: em nenhum momento a rota toca qualquer porção continental do globo terrestre.

Esse gigantesco roteiro foi proposto pela primeira vez ainda em 2012, por meio de um tópico de discussão iniciado no fórum Reddit. Um usuário de nome “kepleronlyknows” foi quem traçou a rota ideal, demonstrada neste mapa.

A postagem provocou uma discussão entre os frequentadores do Reddit e, pelo fato de o autor não disponibilizar a metodologia utilizada na sua criação, questionou-se se essa seria a única rota possível com as mesmas características.

Agora, dois cientistas da computação indianos desenvolveram um método que comprova que a rota criada por “kepleronlyknows” é a versão ideal dessa trajetória. Rohan Chabukswar, do United Technologies Research Center, na Irlanda, e Kushal Mukherjee, pesquisador do centro de pesquisa da IBM na Índia, descrevem o algoritmo utilizado e seu funcionamento neste artigo científico, disponibilizado no começo de abril.

O algoritmo em questão utiliza a técnica denominada “branch-and-bound”, a que é capaz de descartar várias possibilidades absurdas e focar naquelas que realmente têm potencial para ser a linha reta ideal.

Como é possível observar pela foto acima, a linha traçada não parece exatamente retilínea. Isso acontece porque o mapa-múndi é uma planificação, que distorce qualquer linha reta traçada sobre ele. Para entender visualmente o roteiro em questão, você pode assistir a esse vídeo, que traz uma representação da Terra em 3D.

“O algoritmo ofereceu o caminho mais longo pela água após 10 minutos de processamento, e para o modelo terrestre um laptop comum levou 45 minutos”, disseram os pesquisadores à MIT Technology Review.

Embora o caminho em questão esteja geograficamente correto, realizar uma viagem desse tipo na vida real seria uma tarefa complexa. Escalas em viagens marítimas existem para que uma embarcação não tenha problemas de combustível, ou perca comunicação com o continente.

Além de fazer o roteiro pelos mares, a dupla de pesquisadores descreveu também o caminho mais longo possível pelo continente. Através do algoritmo, comprovou-se que a rota terrestre mais comprida une a China à Portugal. O ponto inicial é a cidade chinesa de Jinjiang, na província de Fujian, e a trajetória atravessa Mongólia, Cazaquistão e Rússia, até terminar próximo a Sagres, cidade litorânea de Portugal. A reta em questão mede 11.241,1 km, e percorre, ao todo, 15 países.

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.

Já é assinante?

Entre aqui

Continue sua leitura

Para acessar este conteúdo, inscreva-se abaixo no Boletim Coronavírus, uma newsletter diária do Nexo: