Por que Bill Cosby e Roman Polanski estão fora da Academia do Oscar

Celebrados na indústria de entretenimento, artistas são alvo de múltiplas acusações de violência sexual

     

    Na quinta-feira (3), a Academy of Motion Picture Arts and Sciences, organização americana responsável pela votação do Oscar, tornou pública a decisão de expulsar o comediante Bill Cosby e o cineasta Roman Polanski, devido às acusações de abuso sexual contra os dois artistas.

    Em outubro de 2017, a medida já havia sido adotada contra Harvey Weinstein, então pela segunda vez na história da Academia (fundada nos anos 1920). O ator Carmine Caridi, expulso em 2004, sofreu a represália por ter distribuído cópias de filmes que são enviadas de forma confidencial aos membros da Academia.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.