O que são e como atuam as milícias do Rio de Janeiro

No sábado, 159 pessoas foram presas, suspeitas de integrarem a Liga da Justiça, a maior milícia do estado

 

Nas últimas semanas, uma série de ações policiais tem colocado sob os holofotes a atuação das milícias que, assim como facções, impõem um poder paralelo com uso da violência no Rio de Janeiro. O estado se encontra sob intervenção federal na área de segurança.

Na madrugada de sábado (7), a Polícia Civil realizou uma ação em uma festa que reuniu 400 pessoas em um sítio alugado em Santa Cruz, na zona oeste do município do Rio.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.