Os 4 eixos do discurso de Lula. E os últimos atos antes de ele se entregar

Ex-presidente decidiu aceitar prisão, mas diz que suas ideias vão continuar, defende seu legado como presidente, ataca a Lava Jato e dá sinais dos próximos passos até a eleição em 2018

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu se entregar à Justiça para ser preso neste sábado (7) à tarde e passou à custódia da Polícia Federal às 18h45. Ele acatou finalmente a determinação do juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba. Moro havia decretado a prisão na quinta-feira (5) e pedido para Lula se entregar à Polícia Federal até as 17h de sexta-feira (6).

    O petista, porém, ficou desde quinta até sábado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde iniciou sua carreira política. Do lado de fora do prédio, manifestantes fizeram uma vigília em defesa do ex-presidente, o que dificultou a execução da prisão.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.