Quem foi Catulo da Paixão Cearense, o ‘poeta do sertão’

Álbum lançado em março de 2018 revisita obra do artista que levou o violão às festas da elite no Rio no começo do século 20

 

Os versos de “Luar do Sertão”, uma das mais populares canções brasileiras, foram gravados pela primeira vez em 1914, na voz do cantor Eduardo das Neves. São obra do poeta Catulo da Paixão Cearense e têm mais de 150 interpretações diferentes, entre elas as de Luiz Gonzaga, Maria Bethânia e Milton Nascimento.

A toada é um dos sucessos que integram a recém-lançada homenagem ao letrista, o álbum “A Paixão Segundo Catulo”, do Selo Sesc. O registro é fruto de uma série de espetáculos iniciada em 2016, que revisitou as diversas fases de sua produção: modinhas, valsas, toadas e o envolvimento do poeta com a música erudita.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.