O que muda com a criação do Ministério da Segurança Pública

Nova pasta se propõe a coordenar trabalho integrado entre as polícias. Associação vê ameaça à Lava Jato

     

    O presidente Michel Temer publicou nesta terça-feira (27) a medida provisória que cria o Ministério da Segurança Pública. A nova pasta integra um conjunto de ações do governo na área de combate à violência. A primeira delas foi a intervenção federal no Rio, determinada via decreto em 16 de fevereiro.

    Agora, as operações contra o crime no estado, assim como a administração do sistema penitenciário, é de responsabilidade de um interventor das Forças Armadas indicado pelo presidente da República, o general Walter Souza Braga Netto.

    ASSINE O NEXO PARA
    CONTINUAR LENDO

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.