Qual foi a gravidade da recessão no Brasil e qual a força da recuperação

Gráficos mostram quais os setores mais afetados pela crise e economistas debatem profundidade, duração e consequências das quedas do PIB

    Entre abril de 2014 e dezembro de 2016 foram onze trimestres de quedas praticamente contínuas do Produto Interno Bruto na mais longa recessão no Brasil desde 1992. Somente em outubro de 2017 é que o Codace (Comitê de Datação de Ciclos Econômicos) conseguiu identificar que o período de retração havia acabado e que o país iniciava a atual lenta recuperação.

    Recessão é a contração da atividade econômica. Segundo a definição oficial do Codace, é uma "fase cíclica marcada pelo declínio na atividade econômica disseminada entre diferentes setores econômicos".

    As empresas investem e produzem menos, o desemprego aumenta, o consumo das famílias diminui, um processo de interação entre causas e consequências. Assim o PIB chegou a cair 8,1% acumulados até o pior momento da crise.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.