10 perguntas e respostas sobre o surto de febre amarela

O 'Nexo' explica, em perguntas e respostas, as principais dúvidas sobre a febre amarela, que volta a fazer vítimas no Brasil

 

Desde 2016, o Brasil vive um dos surtos de febre amarela mais expressivos de sua história, com a propagação para áreas de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Espírito Santo que não vinham sendo atingidas. Surtos ocorrem quando há um aumento maior do que o esperado de uma doença em regiões específicas.

Segundo dados do Ministério da Saúde, foram identificados, entre julho de 2016 e junho de 2017, 777 casos de febre amarela em humanos e 261 mortes pela doença. Os surtos de febre amarela geralmente têm picos na época das chuvas, entre dezembro e maio, já que a água facilita a propagação de mosquitos que a transmitem.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.