O que é o indulto dado a Fujimori e por que ele gerou polêmica no Peru

Alberto Fujimori, que já havia cumprido 12 dos 25 anos de prisão a que foi condenado por crimes de lesa-humanidade, se livrou do cárcere e gerou revolta

    Foto: Mariana Bazo/Reuters
    Protesto no Peru contra decisão de presidente PPK de conceder indulto a Fujimori
    Não ao indulto: manifestantes protestaram no dia de Natal contra decisão do governo

    Alberto Fujimori, que presidiu o Peru entre 1990 e 2000, deixará a prisão em que passou os últimos 12 anos, após receber indulto humanitário por meio de ato do atual presidente e seu opositor, Pedro Pablo Kuczynski.

    Chamado de PPK em razão das iniciais de seu nome (também sigla de seu partido, Peruanos Por el Kambio, fundado em 2014), o político que comanda o governo desde julho de 2016 – quando superou a candidata Keiko Fujimori, filha do ex-presidente – é acusado de oferecer o indulto ao ex-presidente condenado por crimes contra a humanidade em troca de um arranjo no Congresso, orquestrado pelo deputado Kenji Fujimori (filho de Alberto e irmão de Keiko), que o livrou na última quinta-feira (21) de um processo de impeachment.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.