Como funciona o ‘Libreflix’, uma plataforma de vídeo aberta e colaborativa

Defensor da cultura livre, site disponibiliza conteúdos audiovisuais de teor crítico gratuitamente. E está aberto para uploads

    Foto: Reprodução
    Serviço já conta com dezenas de produções, nacionais e estrangeiras
     

    O site brasileiro Libreflix disponibiliza longas, curtas-metragens e séries, de documentário e ficção, para assistir on-line. Gratuito, livre e colaborativo, nem mesmo exige – embora seja possível – criar uma conta para ter acesso às produções audiovisuais disponíveis.

    Esta forma de acesso ao conteúdo se deve ao modelo de difusão defendido pela plataforma. Os filmes são de livre exibição para internet, sem restrição de direitos autorais. Qualquer um pode adicionar uma obra ao serviço, seja seu autor ou um usuário independente. O estudante Guilmour Rossi, de Curitiba, no Paraná, disse ao Nexo que uma pesquisa garante que a obra possa ser acessada, caso o conteúdo tenha sido oferecido por um espectador. Com filmes e documentários estrangeiros "também é feita uma pesquisa. Lá fora, a ideia de Creative Commons e licenças permissivas para as obras está mais difundida, isso ajuda um pouco". Mas o catálogo tem foco em produções críticas, que “fazem pensar”.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.