O caso de 1932 que inspirou Agatha Christie. E que virou filme

Nova adaptação de ‘Assassinato no Expresso do Oriente’ para os cinemas chega ao Brasil; história que inspirou escritora foi notícia na década de 1930

    Temas
     

    Adentrando a madrugada, o trem Expresso do Oriente seguia seu caminho de Istambul, na Turquia, para a capital francesa. Uma tempestade de neve faz o trem parar seu curso. Em meio à confusão, o corpo do passageiro Samuel Ratchett é encontrado, morto a golpes de faca. Por coincidências que a literatura policial não hesita em nos garantir, há um detetive a bordo. Hercule Poirot, tão conhecido por todos os leitores da popular escritora inglesa Agatha Christie (1890-1976), passa então a investigar a real identidade de Ratchett e a do autor do crime.

    A trama do livro “Assassinato no Expresso do Oriente”, lançado originalmente em 1934, volta aos cinemas em uma nova adaptação, desta vez com produção americana e elenco que inclui Kenneth Branagh, Penélope Cruz, Johnny Depp, Judi Dench e Michelle Pfeiffer. O filme, que estreou no Reino Unido no início do mês, chega aos cinemas brasileiros no dia 30 de novembro.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.