O que diz a PEC 181. E qual seu impacto sobre o aborto legal

Mudanças no texto de proposta que visava a ampliar licença-maternidade podem proibir o aborto em todos os casos no país

 

Uma Comissão Especial da Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (8) a PEC 181/15, uma proposta de emenda constitucional que interfere na interpretação de todas as leis e portarias que autorizam hoje serviços de abortamento legal no Brasil.

O placar foi de 18 votos a um – voto contrário único da deputada federal Érica Kokay (PT-DF). A comissão é majoritariamente formada por homens. Um grupo de deputados, todos também do sexo masculino, comemorou o resultado entoando em coro "vida sim, aborto não”.

ASSINE O NEXO PARA
CONTINUAR LENDO

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.