Por que obras e exposições de arte estão protagonizando o debate político

O 'Nexo' conversou com Renato Janine, filósofo e ex-ministro, sobre as investidas recentes contra a expressão artística

 

A performance “La bête” (A fera, em tradução livre), apresentada na terça (26) pelo artista Wagner Schwartz na abertura do 35º Panorama de Arte Brasileira, no Museu de Arte Moderna (o MAM) de São Paulo, tem sido alvo de protestos que culminaram, no domingo, em agressões físicas a funcionários do museu e ameaças anônimas, feitas por telefone, de dano ao acervo da instituição.

A controvérsia está ligada à circulação de um vídeo, no qual uma criança, de cerca de 4 anos, é mostrada tocando a perna do artista durante a performance. Ele se encontrava nu, deitado no chão. O trabalho é inspirado em “Bichos”, série de esculturas da artista Lygia Clark cuja concepção pressupunha a interação e manipulação dos objetos pelo público.

PARA CONTINUAR LENDO,
TORNE-SE UM ASSINANTE

Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
SEM DIFICULDADES

Já é assinante, entre aqui

Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.