O que o hip hop tem a ensinar ao urbanismo, segundo este arquiteto

O intercâmbio entre o movimento cultural dos guetos e o planejamento das cidades é o foco do trabalho do americano Michael Ford

    Temas
     

    “Em 1953, o futuro do Bronx podia ser visto ao longo da trincheira de 11 quilômetros que o cortou de ponta a ponta. Antes um contínuo ininterrupto de comunidades coesas e diversas, a trincheira era agora a clareira aberta para a Via Expressa Cross-Bronx, uma catástrofe modernista de enormes proporções”.

    Este trecho aparece logo no início não de um livro sobre urbanismo, mas de “Can’t Stop Won’t Stop”, obra de Jeff Chang que é considerada uma das melhores biografias do hip hop. O texto faz referência a uma das 13 super-avenidas construídas pelo engenheiro Robert Moses, que reconfigurou Nova York nas décadas de 1940 e 50.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.