Por que a China está restringindo a comunicação via WhatsApp

País com maior aparato de censura online do mundo bloqueou fotos, vídeos e mensagens de texto do aplicativo

     

    O governo chinês vem impossibilitando usuários do WhatsApp de se comunicarem por meio do aplicativo. Depois de começar a restringir o envio de fotos, vídeos e áudios em julho de 2017, as autoridades também começaram a dificultar a troca de mensagens de texto em setembro.

    De acordo com relatos de usuários chineses nas redes sociais, nenhum tipo de mensagem consegue ser enviada. Um representante da empresa de criptografia Symbolic Software ouvido pelo jornal The New York Times confirmou que problemas no WhatsApp chinês foram detectados pelo monitoramento da empresa, que é independente. Para ele, os censores chineses podem ter desenvolvido um software que consegue interferir nas mensagens de texto do aplicativo.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.