Por que o Reino Unido está multando budistas

Ritual do século 3 mobiliza autoridades ambientais e pescadores para evitar desequilíbrio ecológico nas águas de Brighton

     

    A Justiça britânica aplicou uma multa equivalente a R$ 120 mil a dois budistas acusados de introduzir 700 lagostas e caranguejos nativos americanos no mar do balneário de Brighton, na costa sul do Reino Unido, em 2015.

    Para a dupla londrina Zhixiong Li, que é funcionário público, e Ni Li, que é bancário, a liberação dos animais era parte de um ritual chamado fangsheng, que teve origem no budismo no século 3.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.