Por que mulheres do bloco soviético tinham mais orgasmos, segundo este estudo

Habitantes do sexo feminino da Alemanha oriental e de outras nações socialistas tinham maior liberdade sexual e igualdade de gênero

     

    Mulheres que habitaram a Alemanha oriental, sob influência política e cultural do regime soviético até 1990, gostavam mais de fazer sexo e tinham mais orgasmos do que as que estavam do outro lado do Muro de Berlim, vivendo sob os valores capitalistas.

    É o que concluiu um estudo sociológico realizado em 1988. A pesquisa, citada pelo livro “Sex after Fascism: Memory and Morality in Twentieth-Century Germany” (Sexo depois do fascismo: memória e moralidade na Alemanha do século 20, em tradução livre), da historiadora Dagmar Herzog, comparou as experiências sexuais de estudantes mulheres heterossexuais da Alemanha ocidental e oriental.

    PARA CONTINUAR LENDO,
    TORNE-SE UM ASSINANTE

    Tenha acesso ilimitado e apoie o jornalismo independente de qualidade

    VOCÊ PODE CANCELAR QUANDO QUISER
    SEM DIFICULDADES

    Já é assinante, entre aqui

    Todos os conteúdos publicados no Nexo têm assinatura de seus autores. Para saber mais sobre eles e o processo de edição dos conteúdos do jornal, consulte as páginas Nossa equipe e Padrões editoriais. Percebeu um erro no conteúdo? Entre em contato. O Nexo faz parte do Trust Project.